Compraspublicas.com - Gatewit


#1

A plataforma Compras Públicas é um software na cloud, de alta segurança, que assegura processos de contratação pública. Permite às entidade públicas lançar procedimentos de forma simples e segura e permite a fornecedores, acesso a milhares de oportunidades de negócio.

Segundo o site, +4.000 Entidades Públicas usam esta plataforma para fazer as suas compras.

Leiam um testemunho do funcionamento kafkiano da plataforma, e chorem:

https://www.linkedin.com/pulse/chulice-digital-valter-henriques


#2

Reportagem na TV.

Queixas:
http://portaldaqueixa.com/marcas/gatewit-compras-publicas

Reacção do Regulador:


#3

Era mau há 8 anos atrás quando vi pela primeira vez uma e, ao que parece só piorou.

Ainda não percebo porque é que o Estado não desenvolve e mantém a sua própria plataforma e obriga as empresas registarem-se em várias.

A única explicação é que existem vários interesses por de trás destas plataformas…


#4

Acho que acabo de entrar num universo paralelo. Isto é pior do que aquelas plataformas de leilão duvidosas em que se compram créditos para poder licitar… E isto é usado pelo nosso Estado? Estou sem palavras…!


#5

É por causa dos dogmas de que os privados fazem melhor trabalho, deve deixar-se ao mercado, etc.

Segundo percebi, existem várias empresas com plataformas destas, e as entidades usam as que entendem. O problema é que muito provavelmente assinam contratos de exclusividade com uma delas. Não deve ser assim muito difícil “convencer” uma junta ou uma câmara a ir nisso, dá-se um beneficio (com ou sem aspas) qualquer e está feito, e depois ficam agarrados. Se o fornecedor tem de pagar um balúrdio para consultar e apresentar propostas, é óbvio que esse preço irá reflectir-se no valor final pago pela entidade pública.

Um sistema criado para melhorar a concorrência e conseguir-se melhores preços acaba em vez disso por ficar mais caro, porque tem estes parasitas.


#6

A Gatewit responde ao esclarecimento do Regulador:

Gatewit alerta: textos do IMPIC ou GNS estão fora da Lei
Outubro 11, 2016

[details=Texto completo]A GATEWIT alerta todos os seus clientes e todos os portugueses para que o conteúdo escrito em qualquer tipo de documentos (noticias, notas informativas, circulares, comunicados, esclarecimentos, e outros) apenas representam uma mera opinião (uma interpretação), ou seja, não são LEI e nem podem condicionar a actividade das plataformas ou dos cidadãos em geral.
Alertamos uma vez mais que as autoridades competentes para interpretar e aplicar a lei nacional, mormente declarando ilegalidades, são, de acordo com a Constituição da República Portuguesa, os Tribunais Portugueses e não meros organismos e serviços públicos, inseridos na Administração Pública, sem poderes de regulação sobre as plataformas electrónicas.
Lamentamos também que o Licenciador IMPIC (que esquece frequentemente que não é regulador) em vez de motivar reuniões de inovação nas plataformas, esteja mais preocupado em incentivar reclamações e à conflituosidade.
PORTUGAL merece mais e melhor![/details]

Inovação!!! Portugal merece mais e melhor!!! :joy:

Espero que isto siga para tribunal e que o Estado decida criar a sua própria plataforma. Não pode ser assim tão complicado.

Creio que temos a responsabilidade de puxar pela discussão e exigir que estes processos sejam transparentes e acessíveis a todos numa plataforma livre e aberta.


#7

A Gatewit investe carradas desse dinheiro que cobra, em publicidade do Facebook. A página deles mais parece um Rise-up contra a corrupção, mas super agressiva. Agarram em todas as notícias de corrupção ou parecido e fazem de justiceiros. À conta disso, e de muita publicidade nesses posts, têm uma data de seguidores no Facebook (mais de 70 mil). Então aproveitam-se desse seguidores, que nem sabem bem que página é que estão a seguir, e fazem-se vítimas. Escrevem cartas abertas ao ministro, dizem-se perseguidos pelo regulador, e trinta por uma linha.
E as pessoas apoiam-nos com todo o entusiasmo. É deprimente. Populismo da pior espécie.


#8

O descaramento continua

Como deve ser do seu conhecimento, o organismo que V.Exas Tutela – IMPIC, tem vindo a publicar no seu site diversos textos informativos que ultrapassam largamente o seu objetivo primordial - o de esclarecer os interessados. Muito pelo contrário, só provocam discórdias, acusações e reclamações para gerar coimas e pressão para a GATEWIT.

Agora a culpa das reclamações é do IMPIC, não é do serviço “cata-euros” que eles prestam…


#9

Plataforma de compras do Estado atacada. IMPIC manda tirar licença à Gatewit
Exame Informática

O artigo resume também os últimos acontecimentos.