14 Julho | Cryptoparty Lisboa

privacidade

#1

Para quem não esteja familiarizado com Cryptoparties, são eventos em que se fala sobre privacidade digital com uma forte componente prática.
O objetivo é promover a troca de conhecimentos sobre privacidade

Abordaremos tópicos como

  • Tor / browsers
  • Segurança de comunicações
  • Extensões para browsers que aumentam a privacidade
  • motores de busca
  • etc

Estão todos convidados para aparecerem.

Não é necessária inscrição (Esperamos não exceder o limite de gente)

Onde e Quando?
dia 14 de Julho às 15:00h

Biblioteca dos Coruchéus
Rua Alberto Oliveira
1700-019 Lisboa (Freguesia de Alvalade)

edit afinal o evento será as 15h e não às 15:30h


#2

Lá estarei!


#3

Se é para tentarem proteger a vossa privacidade do poder económico-político estabelecido (o comum cidadão, hoje em dia, está demasiado ocupado em exibir-se nas redes sociais, a falar pelos smartphones ou com toda uma enorme quantidade de “cultura” de lixo, facilmente acessível, para ter sequer interesse na vida alheia - por isso, suponho que sim) tenho más notícias…

  1. Os vossos computadores modernos têm agora neles embebido um novo tipo de BIOS, com sistema operativo próprio de código-fonte desconhecido, cujas conhecidas capacidades (como o acesso independente à Internet) permitem a vigilância de tais computadores: https://libreboot.org/faq.html#intel

  2. Com o óbvio propósito de usarem isso em sua vantagem, para poderem vigiar e controlar as pessoas de modos que as últimas não antecipem, para além de possuírem sempre tais agências tecnologia muito mais avançada do que é do uso (ou conhecimento, sequer) do comum cidadão (por norma, décadas à frente do que é conhecido: https://www.youtube.com/watch?v=7NA6Skza7QA) as agências de vigilância dos mais avançados governos ocidentais têm o péssimo hábito de não revelar toda a tecnologia informática que possuem - e, como tal, há muita gente que ainda não sabe que a NSA já possui supercomputadores capazes de desencriptar quase tudo o que é encriptado, incluindo em tempo real (https://www.youtube.com/watch?v=PZQXxUmROIU#t=1h8m25s).

Também, citando a mim próprio,

The Internet, itself, was a creation of the US government. And, the ultimate purpose of this invention is to spy on everybody (https://www.c-span.org/video/?440695-1/surveillance-valley). Having for that same purpose been previously built an electronic Big Brother, that pays attention to (and records) everything [of important] that happens on this network (https://trisquel.info/en/forum/big-brother-has-name-and-his-name-pomis-r-instead-software + https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/970652924950077440).

Por isso, talvez queiram antes considerar a hipótese de fazerem tudo o que seja importante de outros modos, que não sejam “em linha”.


Site do MBnet vai deixar de gerar cartões
#4

@BlackFerdyPT Com esta informacao que colocaste aqui fiquei com uma questao na cabeca:

O que queres que facamos?

Se aquilo que dizes esta a contecer, podes ser socio dos Direitos Digitais. A Associacao defende bem os nosso direitos!


#5

Olá, Leandro Sousa.

(Eu nunca “quero” que os outros façam nada… E, apenas tenho por hábito fazer “recomendações” - e deixar que os outros decidam por si próprios o que fazer…) :slight_smile:

O que eu recomendo que se faça, perante esta situação, é (tal como digo na última frase do meu anterior comentário) evitar, dentro do possível, fazer coisas que sejam importantes “em linha”.

Por exemplo,

(1) usar correio normal - em vez de electrónico (como o Gmail, pertencente a uma empresa de fachada da CIA: https://www.zerohedge.com/news/2017-08-28/how-cia-made-google)

(2) recorrer a encontros e discussões de trabalho em pessoa - em vez de recorrer a conversas por IRC, ou utilizar plataformas que foram criadas pelo próprio poder estabelecido (ex: plataforma “D-CENT” mencionada nesta página: https://www.dyne.org/)

(3) conversar em pessoa, encontrando-nos com os outros, de modo real (em vez de virtual, através do Skype - https://linux.slashdot.org/story/07/08/26/1312256/skype-linux-reads-password-and-firefox-profile - e afins, ou através de telemóveis que nos dão banhos de radiação nociva: https://www.consumeraffairs.com/news04/2011/05/researchers-say-new-studies-confirm-cell-phone-hazards.html)

etc.

(E, é óbvio que eu próprio não sigo sempre todas estas orientações - mas, apesar de tudo, são recomendações que eu acho que devo fazer…)

A Internet é um excelente meio para aceder a (assim como, para pesquisar) informação - e, acima de tudo, para partilhá-la (sem estarmos nós sob o controlo do poder estabelecido). Mas, tudo mais que se faça para além disto, é normalmente contraproducente. Pois, para além de possibilitar a vigilância individual, toda a informação que circula nesta rede está a ser usada para realizar toda uma série de estudos sociais, que visam descobrir melhores maneiras de manipular e controlar as pessoas (https://www.wook.pt/livro/o-instituto-tavistock-daniel-estulin/14530212).

Quanto ao convite para me juntar à vossa associação,

Agradeço o mesmo. Mas, esta temática da privacidade e dos direitos “em linha”, assim como a da vigilância electrónica (apesar de ser um assunto que me interessa, já lá vão 18 anos) é apenas um de vários assuntos importantes com que me preocupo - estando eu normalmente ocupado com vários outros, sobre políticas de fundo, que são muito mais prementes e importantes. E, como o tempo não chega para tudo, infelizmente tenho de escolher as minhas prioridades.

(Se espreitar o meu blogue, poderá ter ideia de que outros assuntos são esses…)

Cumprimentos.


Filme do Snowden
#6

@BlackFerdyPT obrigado pelas tuas palavras, no entanto quero te dizer que se o assunto Direitos Digitais te interessa deves considerar em ajudar a Associacao.
As cotas sao muito baixas considerando o trabalho que a Associacao tem. Sao apenas 2.6 euros mes ou 0.08 centimos por dia.

Quando dizes: “vários assuntos importantes com que me preocupo - estando eu normalmente ocupado com vários outros, sobre políticas de fundo, que são muito mais prementes e importantes”

Podes pff enviar-me mensagem privada sobre que tipo de assuntos e que te anda a preocupar? Estou curioso! Pff nao coloques aqui a resposta :slight_smile:

Obrigado.


#7

Como digo, se espreitar o meu blogue (nomeadamente, usando a opção das etiquetas) poderá ficar a par dos mesmos. E, este é o tipo de assuntos sobre os quais falo sempre de modo não privado, por não ter eu nada a esconder sobre os mesmos.

Quanto a ajudar a vossa associação,

Sendo o meu activismo um de raízes anarquistas - onde não há “presidentes”, nem representantes com poder de decisão - não tenho por hábito dar dinheiro a pessoas que não conheço pessoalmente - para além de que discordo da opção de “luta” de meramente enviar cartas a (e falar pessoalmente com) líderes políticos aos quais não reconheço autoridade (como os deputados do Parlamento Europeu, por ser eu contra a União Europeia).